terça-feira, 23 de julho de 2013

NANÃ BURUQUÊ

NANÃ BURUQUÊ

No mês de julho, especialmente o dia 26, a Umbanda se volta para homenagear e refletir sobre a presença deste Orixá que, no sétimo raio, age sobre o cosmo e sobre cada um de nós no sentido de decantar e purificar, nos convidando à maturidade e sabedoria.

“O Orixá Nanã rege sobre a maturidade e seu campo preferencial de atuação é o racional dos seres”. Atua decantando os seres, preparando-os para uma nova "vida", com mais equilíbrio e sabedoria.

A vibratória do Orixá Nanã Buruquê se manifesta no nosso Plano por meio da Força Sutil Hídrica, especialmente no seu contato com a Força Sutil Telúrica, ou seja, a àgua com a terra = lama. Na àgua da chuva, elemento hídrico purificador da atmosfera terrestre, encontramos essa Vibratória amável que, ao encontrar-se com o elemento terra forma a lama, decantadora e purificadora.

Nanã assume o papel de purificadora, decantando a natureza, seja através da chuva que purifica a atmosfera, seja através da lama e dos manguezais purificando a água, seja através das emoções ativas ou paralisadas, decantando e purificando os seres.

Age no psico emocional dos seres que, recebendo suas irradiações aquietam-se, sendo então chamados pela religiosidade ou entraves da vida (problemas, enfermidades) a silenciar, interiorizar, refletir, orar e amadurecer. Trata-se, portanto, de cantação completa dos vícios e desequilíbrios psico emocionais.
 
Nanã forma com Obaluayê o sétimo Raio de Umbanda, que é a linha da Evolução. E enquanto ele atua pelo seu poder transformador, ela atua na decantação e purificação dos seres, instaurando nas vidas a maturidade e a sabedoria.
 
Fonte: CABANA DO CABOCLO ROMPE MATO .

terça-feira, 16 de julho de 2013

terça-feira, 2 de julho de 2013

Algumas designações

Espírito Santo - falange dos Emissários da Providência que superintende os grandes movimentos da Humanidade na Terra e no Plano Espiritual.

Reino de Deus - estado de sublimação da alma, criado por ela própria, através de reencarnações incessantes.

Céu - esferas espirituais santificadas onde habitam Espíritos Superiores que exteriorizam, do próprio íntimo, a atmosfera de paz e felicidade.

Milagre - designação de fatos naturais cujo mecanismo familiar à Lei Divina ainda se encontra defeso ao entendimento fragmentário da criatura.

Mistério - parte ignorada das Normas Universais que, paulatinamente, é identificada e compreendida pelo espírito humano.

Sobrenatural - definição de fenômenos que ainda não se incorporam aos domínios do hábito.

Santo - atributo dirigido a determinadas pessoas que aparentemente atenderam, na Terra, a execução do próprio dever.

Tentação - posição pessoal de cativeiro interior a vícios instintivos que ainda não conseguimos superar por nós mesmos.

Dia de juízo - oportunidade situada entre dois períodos de existência da alma, que se referem à sementeira de ações e à renovação da própria conduta.

Salvação - libertação e preservação do espírito contra o perigo de maiores males, no próprio caminho, a fim de que se confie à construção da própria felicidade, nos domínios do bem, elevando-se a passos mais altos de evolução.

O Espiritismo tem por missão fundamental, entre os homens, a reforma interior de cada um, fornecendo explicações ao porquê dos destinos, razão pela qual muitos conceitos usuais são por ele restaurados ou corrigidos, para que se faça luz nas consciência e consolo nos corações. Assim como o Cristo não veio destruir a Lei, porém cumpri-la, a Doutrina Espírita não veio desdizer os ensinos do Senhor, mas desenvolvê-los, completá-los e explicá-los “em termos claros e para toda a gente, quando foram ditos sob forma alegóricas”.

A rigor, a verdade pode caminhar distante da palavra com que aspiramos a traduzi-la.

Renove, pois, as expressões do seu pensamento e a vida renovar-se-lhe-á inteiramente, nas fainas de cada hora.

pelo Espírito André Luiz - Do livro: O Espírito da Verdade, Médium: Francisco Cândido Xavier.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...